Dia Internacional da Preguiça

Preguiça-comum (Bradypus variegatus) - Foto: MikeLane45 - iStock

Preguiça-comum (Bradypus variegatus) – Foto: MikeLane45 – iStock

O Dia Internacional da Preguiça é celebrado no terceiro sábado de outubro. A data foi criada pela Fundación Aiunau com objetivo de proteger de obter apoio para a conservação. A preguiça foi escolhida como espécie bandeira (espécie símbolo da uma causa ambiental). Chamando a atenção para o animal seria possível conseguir mais apoio para preservar o habitat em que vive. Com isso, outras espécies seriam beneficiadas.

Encontradas nas florestas das Américas Central e do Sul, as preguiças são um dos animais mais lentos do mundo. Elas se movimentam tão vagarosamente que algas começam a crescer em suas pelagens. A cor esverdeada acaba beneficiando as preguiças, que ficam camufladas entre as folhas das árvores.

Além disso, as algas possuem lipídios e servem como alimento complementar para uma dieta de baixa caloria. Quando o animal faz a limpeza da pelagem, as algas aderem nas garras e são ingeridas junto com as folhas quando o bicho se alimenta.

Quando o bicho-preguiça faz a limpeza da pelagem, as algas aderem nas garras e são ingeridas junto com as folhas - Foto: Christian Mehlführer/Creative Commons

Quando o bicho-preguiça faz a limpeza da pelagem, as algas aderem nas garras e são ingeridas junto com as folhas – Foto: Christian Mehlführer/Creative Commons

Existem dois grupos distintos: as preguiças de dois dedos (gênero Choloepus) e as preguiças de três dedos (gênero Bradypus). Os dois grupos vivem no topo das árvores e se alimentam de folhas de um grande número de espécies de plantas, principalmente de embaúbas e figueiras.

As preguiças só descem para o chão para defecar (leia o post Bicho-preguiça arrisca a vida para atrair mariposas para sua pelagem) ou para transpor áreas. Apesar da lentidão, são muito habilidosas na água e podem nadar caso haja a necessidade de atravessar um rio ou durante a temporada de cheia na Amazônia.

Segundo a IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza, na sigla em inglês), das seis espécies de preguiças, duas estão ameaçadas de extinção: A preguiça-de-coleira(Bradypus torquatus) está na categoria vulnerável e a preguiça-anã (Bradypus pygmaeus) na categoria criticamente ameaçada. Nada mais justo do que um dia para lembrar da importância desses simpáticos animais para o planeta.

No Brasil destaca-se o Projeto Tamanduá, que luta pela conservação de todos os xenarthras (grupo que inclui tamanduás, tatus e preguiças) na América Latina.

Advertisements

One thought on “Dia Internacional da Preguiça

  1. Ao perceber a forma de vida desta espécie animal, a qual transmite uma lentidão harmoniosa de se viver na natureza, tenho uma sugestão a fazer: uma investigação científicas biológica, talvez no nível do DNA, para identificar o agente químico responsável por essa maneira de viver calmamente, e sintetizar em um produto natural para combater o mal deste século: o stress humano. Seria possível? Abraços do Ttt13.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s